Browsing Category

Livros

Livros, Resenhas

Por que você precisa ler “O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares”

17 de julho de 2016

A1WmQSD7xgL

Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo, por mais impossível que pareça, ainda podem estar vivas. Uma fantasia arrepiante, ilustrada com assombrosas fotografias de época, O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares vai deliciar adultos, adolescentes e qualquer um que goste de aventuras sombrias.

Uma das 100 obras mais importantes da literatura jovem de todos os tempos

O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares não é só mais um livro de fantasia juvenil. A obra foi eleita uma das 100 mais importantes da literatura jovem de TODOS OS TEMPOS, e esse título não é a toa. Ransom Riggs, autor da trama (que é o primeiro volume de uma série), foi capaz de criar uma narrativa cheia de reviravoltas e peculiaridades (com perdão do trocadilho). Apesar de brincar com o sobrenatural, a obra também faz uma crítica à história, aborda o fantástico, utiliza-se de questões físicas e apresenta a relação linda de um avô com seu neto, dando asas a nossa imaginação e nos fazendo crer que tudo é possível.

Apelo visual maravilhoso

Se tem algo que me chama atenção em um livro e que é capaz de mexer com meu apetite literário é a capa.  Quando me deparei com a de O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares na livraria, confesso que senti um friozinho na barriga. Não sou fã de livros de terror  e o meu receio era de que O orfanato fosse desse gênero. Meu medo se fortaleceu quando folheei a obra e vi as imagens que a ilustravam: fotografias bizarras de Crianças Peculiares. Quando venci essa barreira preconceituosa, fui recompensada com uma experiência de leitura incrível, onde tive a chance de exercitar ainda mais a minha imaginação. É claro que o livro, por si só, é ótimo, mas as fotografias enriquecem muito o apelo visual dele.

As crianças são reais

Um ponto que martelou bastante minha cabeça durante toda a leitura foi: QUEM SÃO ESSAS CRIANÇAS??? É claro que assim que terminei o livro corri pra dar uma pesquisada. Para minha surpresa, as crianças são reais! Não foi feito um ensaio fotográfico elaborado para ilustrar o livro. Não são imagens antigas de artistas circenses. São crianças REAIS cujas fotografias sofreram erros grotescos na hora da revelação. Boa parte das imagens utilizadas em O orfanato pertencem ao autor, que desde criança passou a comprá-las em bazares e colecioná-las. O restante foi cedido por outros colecionadores. Foi justamente a paixão por essas fotos que deu a Ransom a ideia de fazer uma história. Inicialmente, Riggs quis usá-las para um livro de Halloween, mas logo mudou de ideia após conversar com seu editor.

LEIA MAIS

Livros, Resenhas

Resenha – O acordo, de Elle Kennedy

15 de maio de 2016

resenha-o-acordo-de-elle-kennedy

Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto… Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garrett precisem repensar os termos de seu acordo.

Desde que a série After foi concluída, fiquei meio órfã de um bom New Adult. Até que recebi da Paralela uma prova de O acordo, trabalho da autora Elle Kennedy. O livro é o primeiro volume da série Off-Campus, que vai ter como protagonistas os jogadores do time de hóquei da Briar University.

Nesse primeiro momento vamos conhecer Hannah, uma estudante do curso de música, e Garrett, o capitão do time. Como você deve ter reparado, o livro vai seguir o clichê garoto-popular-se-apaixona-por-garota-estranha, mas a história desses dois vai muito além de qualquer esteriótipo. O envolvimento deles começa quando Garrett está prestes a reprovar a disciplina de Ética e precisa da ajuda de Hannah, uma das poucas alunas a gabaritar a prova dificílima, para recuperar sua nota e se manter no esporte. A contragosto, Hannah aceita ensiná-lo quando o garoto se dispõe a ajudá-la a chamar a atenção de Justin, um dos poucos garotos que despertou sua atração desde que ela foi estuprada.

LEIA MAIS

Listas, Livros, Resenhas

3 motivos para ler “Meu Romeu”, de Leisa Rayven

8 de maio de 2016

3-motivos-para-ler-meu-romeu-de-leisa-rayven
Meu ritmo de leitura caiu um pouco depois que comecei a trabalhar, mas estou tendo a sorte de escolher bons títulos pro pouco tempo que ando destinando a ler. Um dos mais recentes que adicionei à estante foi Meu Romeu, da Leisa Rayven. O romance é o trabalho de estreia da autora australiana e tem cenários apaixonantes: New York e Broadway. Gostei tanto do livrinho que resolvi compartilhar com vocês essa experiência de um jeito que eu amo: CRIANDO UMA LISTA. 😀

Cassie está prestes a realizar o grande sonho: estrelar um espetáculo na Broadway. O que ela não esperava era ter que enfrentar o reencontro com o ex-namorado, que será novamente protagonista ao seu lado, em uma peça cheia de romance e cenas quentes. Trabalhar com Ethan traz o passado à tona, e lembra a Cassie que o que existe entre eles vai muito além de simples química.

1. FANFIC DE CREPÚSCULO

Não resisto a uma fanfic de Crepúsculo, eu confesso! E Meu Romeu, de Leisa Rayven, era originalmente uma história baseada na trama de Stephenie Meyer. Esse foi o impulso que me fez lê-lo, mas a trama tem vida própria e particularidades encantadoras (até porque a autora alterou bastante o original antes de ser publicado). São poucos, mas notáveis, os aspectos que se assemelham a Crepúsculo: Ethan é tão autodepreciativo quanto Edward; Cassie é completamente louca por ele, assim como Bella; o desenvolvimento psicológico dos personagens e a ligação deles é tão forte e prende tanto quanto a série de Meyer.

LEIA MAIS

Livros, Resenhas

Resenha – Umbigo sem fundo, de Dash Shaw

2 de maio de 2016

resenha-umbigo-sem-fundo-dash-shaw-1

Casados há quarenta anos, Maggie e David Loony decidem se separar. Vivendo isolados numa casa de praia, afastados dos filhos, os dois anunciam que não se amam mais. A notícia inesperada é motivo para a família se reunir depois de muito tempo, e pela última vez.

Umbigo sem fundo é o retrato de uma família comum, cheia de conflitos internos e segredos. Sabe quando dizem que tem famílias que só se reúnem em casamentos ou enterros? A de Maggie e David finalmente se junta por causa da separação do casal. Já idosos, parece improvável que eles decidam seguir caminhos diferentes, mas é bem interessante a forma como cada um dos três filhos de Maggie e David – Dennis, Claire e Peter -, reage à notícia.

resenha-umbigo-sem-fundo-dash-shaw-2

LEIA MAIS

Listas, Livros, Resenhas

20 provas de que você é viciado em ler

29 de abril de 2016

Quem aí ama ler? Se você, assim como eu, é viciado em livros, provavelmente vai se identificar muito com esse post. Mas se você ainda não consegue reconhecer se deve entrar pro B.A. (Bookaholics Anônimos), pega na minha mão e vem conferir estes fatos:

1. Você menciona personagens em suas conversas como se eles fossem pessoas reais.

kimmy-schmidt-babysitters-club-gif

2. Você mal pode esperar pelo final de semana para ter dois dias inteiros de leitura.

bookaholic

LEIA MAIS

Livros, Resenhas

Resenha – Pílulas Azuis, de Frederik Peeters

10 de abril de 2016

resenha-pilulas-azuis-frederik-peeters-5

Pílulas Azuis é o tipo de livro que te arranca lágrimas e sorrisos ao mesmo tempo. A trama é autobiográfica e vai mostrar o romance de Frederik Peeters e Cati, uma moça com quem ele se relaciona e descobre ter o vírus HIV positivo (não necessariamente nessa ordem).

resenha-pilulas-azuis-frederik-peeters-4

Ainda na adolescência, Frederik e Cati possuem o mesmo círculo de amigos, de onde o rapaz admira a moça sempre de longe. O encontro amoroso deles, no entanto, acontece depois, em um momento em que ambos estão aprendendo a lidar com as dificuldades da vida adulta.

LEIA MAIS